Musical “Hair” estréia no teatro do Shopping Frei Caneca, em São Paulo

Publicado em 14 de janeiro de 2012 por Rodrigo Santos

Hair Braisl 2012Um espetáculo de Charles Möeller e Claudio Botelho. Em cartaz no teatro do Shopping Frei Caneca de 13 a 29 de janeiro de 2012.

Em plena Guerra do Vietnã, o mundo conhecia as dores e as delícias de uma época sui generis: o amor livre, o rock psicodélico, a filosofia oriental, a descoberta de drogas como o LSD e o estilo de vida dos hippies. Por outro lado, assistia ao primeiro conflito internacional televisionado e se indignava com os horrores da segregação racial e sexual. Neste caldeirão de acontecimentos, “Hair” estreava em um pequeno teatro off-Broadway, em 1967. Não precisou de muito tempo para se tornar um fenômeno, migrar para o circuito principal e se propagar em dezenas de montagens ao redor do planeta.

Mais do que um espetáculo, “Hair” se tornou um mito. Com a passagem do tempo, o musical se consagrou como espelho e uma das principais referências do movimento cultural e comportamental que mudou o mundo nas décadas de 60 e 70. Assinada por Charles Möeller e Claudio Botelho, esta nova montagem brasileira aporta em São Paulo a partir de 13 de janeiro, no Teatro Frei Caneca, após ser vista por mais de cem mil pessoas no Rio de Janeiro. A empreitada tem produção da Aventura Entretenimento (“A Noviça Rebelde”, “O Despertar da Primavera”, “Gypsy”) e patrocínio da SulAmérica Seguros e Banco Volkswagen.

“Ainda vivemos em guerra e os conflitos são muito parecidos e tão assustadores e sem sentido como o do Vietnã. Da mesma forma que ainda somos cheios de tabus e vivemos na intolerância. O grito de “Hair” continua ecoando”, justifica Charles Möeller, que ressalta ainda todas as rupturas promovidas pelo espetáculo original, com texto de Gerome Ragni e James Rado e música de Galt MacDermot. Entre as novidades, estavam a relação direta com a plateia, uma emblemática cena de nudez frontal, a ausência de cenário e de uma coreografia formal.

“Os autores estavam no lugar certo e na hora certa. Eles encenaram exatamente o que estavam vivendo, colocaram em letra e música aquilo que todos queriam falar. Não fizeram um musical, mas o manifesto de toda uma geração. Canções como “Aquarius” viraram hinos até hoje”, explica Claudio Botelho. Para ele, a música é um dos fatores determinantes para a empatia do espetáculo com a plateia. A comunicação imediata é garantida pela mistura do rock – a principal voz dos jovens na época – com diversas sonoridades, como a música negra, que ainda não era divulgada para as massas, mantras orientais, letras psicodélicas e influências de música tribal.

SERVIÇO: MUSICAL “HAIR” ESTRÉIA NO TEATRO DO SHOPPING FREI CANECA, EM SÃO PAULO
Temporada: 13 a 29 de janeiro de 2012
Local: Teatro Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569, 6º andar – Consolação – São Paulo)

Mais informações e venda de ingressos online, clique aqui.

Clique na imagem abaixo para ampliá-la:

hair-2012b.jpg

Publicidade:

Deixe seu comentário

Você precisa conectar-se para deixar um comentário.