Ingrig Guimarães e Heloísa Perissé realizam últimas apresentações de “Cócegas” em São Paulo

Publicado em 23 de julho de 2011 por Rodrigo Santos

Cócegas

Uma verdadeira mania nacional! Em 2011 a peça Cócegas completa dez anos de sucesso e comemora em grande estilo com duas apresentações no HSBC Brasil. O espetáculo, que já rodou o país em 26 cidades, chega mais uma vez a São Paulo com o humor afiado que notabilizou as atrizes Ingrig Guimarães e Heloísa Perissé.

O espetáculo mostra nove esquetes com personagens e textos criados pelas duas atrizes que dão vida a diferentes mulheres do cotidiano: a professora de ginástica que fala sem parar, a modelo anoréxica, as duas mulheres ‘cachorras’, a evangélica, a adolescente que passa os dias reclamando da mãe e fofocando com as amigas, a mulher “encalhada” e as atrizes figurantes de programas infantis. Em cena, são dirigidas por cinco diretores que têm em comum o mergulho no universo do humor: Aloísio de Abreu (de Subversões e That’s all besteirol), Sura Berditchevsky (de Um peixe fora d’ água e Diário de um Adolescente Hipocondríaco), Luiz Carlos Tourinho (assistência de direção de D’ Artagnan e os Três Mosqueteiros e Romeu e Julieta) e Marcelo Saback (de A Dama e o Vagabundo e Futuro do Pretérito) dirigem, cada um, dois esquetes. O diretor de TV Régis Faria dirige os vídeos e um esquete do espetáculo. “Pela primeira vez na história do teatro um espetáculo tem mais diretores que atores”, brinca Heloísa.

As estórias mostradas em Cócegas têm o humor como tom, ao mesmo tempo em que abordam uma visão crítica: “É como a própria sensação de cócegas, onde você ri, se delicia com o humor, mas tem uma pontinha de incômodo, de questionamento”, diz Tourinho. A dupla de atrizes se alterna em diferentes papéis e juntas encenam dois quadros hilários que fazem o ponto alto do espetáculo, assim como as cenas de improviso e a participação da platéia.
A peça surgiu em uma viagem que as duas fizeram juntas, e passaram a conversar sobre personagens próprios que já existiam e a criarem outros baseados na observação das pessoas comuns pelas ruas. Quando pisaram pela primeira vez no palco do modesto teatro Cândido Mendes no Rio de Janeiro, jamais poderiam imaginar que o espetáculo seria apresentado em todo o país e chegar também a Portugal, onde esteve por duas vezes.

Cócegas tem agradado um público diverso e de diferentes faixas etárias, que constantemente volta para rever a peça. O trabalho acabou gerando muitos frutos, tais como o livro “Os melhores momentos de Cócegas”, lançado pela Ed. Objetiva, um DVD e um filme longa metragem (em fase de pré-produção), além do espetáculo infantil Cosquinha, escrito e encenado pelas mesmas atrizes.

O espetáculo concorreu e ganhou vários prêmios ao longo destes anos, tais como Prêmio Shell de Teatro e Prêmio Qualidade Brasil. O espetáculo tem uma ficha técnica de peso, com figurinos assinados por Kalma Murtinho e cenários de Clívia Cohen. A iluminação está a cargo de Aurélio de Simoni. É dirigido por Sura Berditchevsky, Luis Carlos Tourinho, Marcelo Saback, Aloísio de Abreu e Regis Faria e produzido por Astrid Guimarães.

SERVIÇO: INGRIG GUIMARÃES E HELOÍSA PERISSÉ REALIZAM ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES DE “CÓCEGAS” EM SÃO PAULO
Data: 30 e 31 de julho de 2011
Hora: 22h (dia 30) e 20h (dia 31)
Local: HSBC Brasil (R. Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antônio – São Paulo, SP)
Censura: 14 anos (Menores de 14 anos somente acompanhados dos pais ou responsável legal)

Obs.: Não será permitida a entrada de alimentos e bebidas na casa de espetáculos.

PREÇO DOS INGRESSOS:

Camarote – Meia: R$ 50,00
Frisas – Meia: R$ 40,00
Cadeira Alta – Meia: R$ 20,00
Setor Vip – Meia: R$ 50,00
Setor 01 – Meia: R$ 40,00
Setor 02 – Meia: R$ 20,00
Camarote: R$ 100,00
Frisas: R$ 80,00
Cadeira Alta: R$ 40,00
Setor Vip: R$ 100,00
Setor 01: R$ 80,00
Setor 02: R$ 40,00

Clique na imagem abaixo para ampliá-la:

cocegas-01.jpg

Mais informações: www.hsbcbrasil.com.br.

Publicidade:

Deixe seu comentário

Você precisa conectar-se para deixar um comentário.