Categoria | Teatro

Walcyr Carrasco aborda o universo feminino em “Toalete”

Publicado em 30 de maio de 2008 por Rodrigo - Internight

Um dos maiores sucessos da temporada teatral de 2007

Depois de temporada de sucesso no Rio de Janeiro, texto inédito de Walcyr Carrasco com direção de Cininha de Paula conquista o público da capital paulista e já foi assistido por mais de 80.000 pessoas.

A comédia é um raio-x do universo feminino com seus conflitos, devaneios, angústias, felicidades e intimidades, e traz no elenco as atrizes Alexandra Ritcher ( que vive oito personagens) Suzana Pires, Vera Mancini, entre outras.

Em Gazeta, Sucedida palcos tem direção de Unanimidade entre os homens, a curiosidade no que se passa no banheiro feminino e o porquê das mulheres demorarem tanto lá dentro é alvo de muitas especulações. Tirando proveito desse mote, o autor Walcyr Carrasco escreveu TOALETE, que está cartaz no Teatro em São Paulo desde o dia 4 de maio de 2007, depois de uma bem temporada nos cariocas. O ponto de partida da comédia, que Cininha de Paula, é um dia no banheiro feminino de um hotel de luxo, que recebe, ao longo do dia, hóspedes, participantes de uma convenção, o pessoal do happy hour, executivas, prostitutas, empresárias e uma gama de personagens com histórias diferentes, contadas por meio de dez pequenas cenas.

As atrizes Alexandra Ritcher, Vera Mancini, Flávia Garrafa, Cynthia Falabella, Suzana Pires e Antoniella do Canto, além do ator Renato Wiemer, dão vida aos personagens de Walcyr Carrasco. A atriz Stella Maria Rodrigues é stand-in de Márcia Cabrita, que atua na novela das 19 horas Sete Pecados, na Rede Globo.

Com cenários e figurinos de Cláudio Tovar, o espetáculo possibilita ao espectador a sensação de observar pelo buraco da fechadura os conflitos íntimos de cada uma das personagens que transitam pelo banheiro, tornando -se cúmplice de toda a história.

Walcyr conta que para escrever TOALETE fez uma grande pesquisa com amigas. “Garimpei histórias, informações e comportamentos. Só depois parti para a criação do texto, sempre com meu olhar crítico”, explica o autor, que jura que as histórias são reais. “Só não posso dizer os nomes, porque seria trucidado. são tantas situações, algumas mais ousadas, outras menos,que muitas mulheres vão se reconhecer no palco.

” RETRATA COMPORTAMENTO ATUAL O elo de ligação entre as dez cenas é Dagmar (Vera Mancini), a senhora protestante que passa o dia sentada junto à pia oferecendo comprimidos, absorventes íntimos, balas, lenços de papel e desodorante para as mulheres que passam pelo banheiro do hotel. Dagmar vê as personagens revelarem suas questões e suas intimidades nas histórias que acontecem nesse toalete e que, de maneira provocadora e às vezes trágica, retratam o comportamento da sociedade atual. Para Vera Mancini, Dagmar é apenas uma espectadora inocente na contramão das personagens do espetáculo.

“No meio de tantas loucas que desfilam pelo banheiro, ela até conversa com Deus”, diverte-se a atriz. Já Márcia Cabrita, que interpreta oito mulheres diferentes, afirma se identificar, em alguns momentos, com certas personagens. “Quem já não foi ao banheiro fazer uma fofoca ou contar um segredo a uma amiga?”, pergunta a atriz.

VISÃO FEMININA NA DIREÇÃO:

A diretora Cininha de Paula conheceu Walcyr Carrasco durante as gravações de O Sítio do Pica-Pau Amarelo (TV Globo). “Foi uma amizade instantânea. Até parecia que nos conhecíamos há muito tempo”, conta Cininha. O convite para dirigir o espetáculo foi uma conseqüência, pois Walcyr queria alguém com uma vivência feminina e enxergou em Cininha a diretora ideal. “Tenho total confiança de que, como mulher, ela soube acrescentar muita coisa ao no espetáculo”, diz o autor. Para Cininha, é banheiro que as mulheres se confidenciam e liberam seu pensamento intenso. “O toalete feminino é um local onde a mulher cria uma rápida intimidade, se desvenda, fala da sua vida, dos homens e de sexo com uma liberdade absoluta”, acredita a diretora. Walcyr Carrasco afirma que atualmente sabe mais sobre o universo feminino, pois se aprofundou nas questões da mulher de hoje. “Descobri o lado divertido dos encontros das mulheres nos toaletes”, brinca ele. A direção optou por uma visão na qual prevalece o lado forte das mulheres, que muitas vezes é negado. “As mulheres bancam de mocinha, com delicadeza e fragilidade, mas no banheiro fazem muitas revelações, mostram sua intimidade, não se contentam com uma posição passiva diante da vida e são capazes de discutir os homens com absoluta franqueza”, explica Cininha.

SOBRE WALCYR CARRASCO:

Walcyr Carrasco é autor de livros, Juvenil, e o prêmio Shell, pela peça peças teatrais e novelas de Êxtase. Suas novelas de televisão, televisão. Começou sua carreira como Alma Gêmea, Chocolate com como jornalista trabalhando Pimenta, O Cravo e a Rosa e Xica nos principais veículos da da Silva foram sucesso de público imprensa. A estréia como e crítica, e também detentoras autor se deu no teatro, com a de vários prêmios. Em literatura, peça Batom (que consagrou possui a menção de “Altamente a atriz Ana Paula Arósio). Recomendável” da Fundação Ainda em teatro, ganhou Nacional do Livro pela sua tradução os prêmios Mambembe, de e adaptação de Os Miseráveis, de melhor espetáculo InfantoVictor Hugo, e de A Dama teatrais, revela-se também das Camélias, de Alexandre Dumas. Já teve quatro obras selecionadas pelo Ministério da Educação para participação do Programa Nacional do Livro no Brasil, de distribuição em bibliotecas públicas e escolas, tendo alcançado, no conjunto, a marca de mais de três milhões de livros vendidos. Seu estilo bem-humorado, não só nas comédiasnas crônicas que escreve quinzenalmente há quatorze anos para a revista Veja São Paulo. As crônicas têm sucesso absoluto e já foram reunidas em livros por duas vezes, participam de várias antologias e são constantemente usadas como material de apoio didático tanto em escolas como em universidades. Atualmente, é supervisor de texto do remake de O Profeta, e está desenvolvendo a telenovela Sete Pecados, sua primeira novela contemporânea.

FICHA TÉCNICA

Direção Geral: Cininha de Paula
Texto: Walcyr Carrasco
Elenco: Alexandra Ritcher, Stella Maria Rodrigues, Flávia Garrafa, Cynthia Falabella, Suzana Pires,Antoniella do Canto, Renato Wiemer e Vera Mancini
Cenários e Figurinos: Cláudio Tovar
Iluminação: Paulo César Medeiros
Trilha Sonora: Marcelo Neves
Direção de Movimento: Marcelle Sampaio
Visagismo: Robson Lodo
Assistente de Direção: Claudia Ricart
Direção de Produção: Roberto Monteiro e Fernando Cardoso

SERVIÇO: “Toalete” a nova comédia de Walcyr Carrasco

Data: 01 de junho de 2008
Horário: 19h00
Local: Teatro Municipal de Sertãozinho (Rua Washington Luiz, 1131 – Centro – Sertãozinho – SP – Fone 16.3942.4115)

Mais informações: Teatro Municipal (16) 3942.4115

Publicidade:

Deixe seu comentário

Você precisa conectar-se para deixar um comentário.